Portal Atos Negros

Conjurando...

Fazer Pacto

CONTOS - LIVRO ZERO - 06/04/2022

Livro 0.3 – O Pintor

Ao fundo do corredor como quem tenta parecer uma assombração Hannow é observado, a escuridão misturada com uma luz fraca e vermelha dá um tom de puteiro com filme de terror que com certeza tornou-se brega, mas enquanto Hannow lembrava da bela jovem de olhos verdes e que assustadoramente parecia tentar se mover na pintura à sua frente, a figura ao fim do corredor caminha em sua direção.

– Hannow, meu bom e velho Hannow… Atrasado e feio como sempre. – O homem não parecia muito assustador, vestindo uma calça jeans preta com alguns rasgos, um chinelo de couro e sem camisa.

– Percebo que ainda gosta de observar meu belos quadros, você ainda consegue ouvi-los ou já tomou tantas surras que seu dom foi arrancado de você? – Agora que o homem chegou mais perto de Hannow pode-se perceber que seu corpo é carregado de tatuagens e piercings, alargadores e implantes subcutâneos, mas estranhamente, apesar da grande quantidade eles parecia estar em uma certa harmonia que não geravam surpresa, mas uma vontade de observar.

Hannow apaga o cigarro cigarro no carpete vermelho e gasto do corredor onde os quadros estão expostos, sua mão parece querer levantar para tocar o rosto da bela jovem na pintura, essa que não está mais deitada no divã cafona, mas de frente à Hannow como se o que separasse eles fosse uma tela de vidro invisível, a aparência da jovem já não era mais bela e artística como quando no divã, mas destruída e acabada assim como Hannow lembrara, e ainda assim, seus olhos… eles continuavam lindos.

– Tenho que falar com você, Pintor… E tenho certeza de que não vai gostar, então onde podemos beber algo que me faça esquecer essa sua aparência tenebrosa?

O pintor fica calado por um segundo e apresenta uma face séria, e encara profundamente Hannow, nesse momento é possível perceber que até seus globos oculares são tatuados, porém não como normalmente se encontra, onde cobre-se toda a área com uma cor só, os dele tem pequenos escritos que são tão pequenos porém tão detalhados que apresentam uma qualidade cirúrgica.

Hannow continua a encarar o Pintor enquanto acende um cigarro, mas esse lhe interrompe enquanto se volta à direção que veio.

– Seu maldito sem alma, essas merdas que você fuma ainda vão te matar, de novo, vamos para o meu salão e vamos fumar algo que homens fumam, não essas merdas que você carrega.

O pintor segue em direção à uma grande porta velha de madeira onde era possível perceber em suas frestas que haviam luzes coloridas se movendo no que deveria ser o próximo cômodo, porém antes que Hannow pudesse imaginar que merda iria encontrar do outro lado o Pintor abre a porte e solta um sarcástico.

– Bem vindo ao meu atelier.


GOSTOU DESSE CONTEÚDO? QUER VER MAIS SOBRE ISSO OU SOBRE UM ASSUNTO DE SUA ESCOLHA? SEJA UM APOIADOR DO PORTAL E VEJA AS VANTAGENS, CLIQUE NO LINK PARA SABER MAIS

VOCÊ TAMBÉM PODE APLAUDIR ESSA MATÉRIA FAZENDO UM PIX PARA: IMPERIUMFORTUNA@GMAIL.COM

Leia também

Novidades

CONTOS - LIVRO ZERO - 12/04/2022

Livro 0.4 – O atelier

Total0 Luz vermelha misturada com lâmpadas antigas de tom laranja, era um tom que poderia parecer sexy, mas o cenário ou redor deixava bem claro que aquele lugar era feito pra dar merda… Total0

Leia mais...

1 compartilhamento

CONTOS - LIVRO ZERO - 05/04/2021

Livro 0.2 – Quadros

Total0 “Até que a resposta veio rápido” – Pensava Hannow enquanto acendia um cigarro e caminhava em direção à ladeira dos bêbados da Lapa, deixando pra trás um bar com pseudo-playboys com egos feridos e gri…

Leia mais...

1 compartilhamento

CONTOS - LIVRO ZERO - 13/03/2021

Livro 0.1 – Nem todos podem ser

Total0 – Antes dessa merda toda o mundo era bem diferente, era mais “colorido”, todo mundo podia ser alguma coisa, um alguém, ou ao menos era isso que te vendiam, você podia ter um pau maior, podia ficar ric…

Leia mais...

1 compartilhamento

CONTOS - LIVRO ZERO - 25/02/2021

Livro 0 – Introdução ao Abandono

Total0 – Pois é, finalmente o dia chegou, o dia em que você ia poder dizer “algum desses filhos da puta de videntes acertou”, eu te entendo, garoto, eu também não levava muita fé nele, mas aquele mineirin…

Leia mais...

1 compartilhamento